Uma Noite De Paixão       

 

 

Uma história baseada e inspirada na novela Uma Rosa Com Amor uma nova versão exibida em 2010. Nela o casal Claude Geraldy e Rosa Petroni vive uma linda história de amor que aqui ganha uma nova versão criada por Joyce F.B.

CAP- 1

 

Trilha sonora (Kenny G - Careless Whisper Ft. Brian Mcknight)

 
Ao beijar Rosa após pedi-la em casamento, Claude começou a sentir um desejo e demonstrou isso aprofundando seu beijo. Rosa então disse com receio:

Rosa: Meu amor alguém pode nos ver.

Claude: Cherry, non tem ninguém aqui, dona Amália achou que non precisava vim para cá hoje e Dádi, dei folga a ela.

Rosa: Hum! Quer dizer que você planejou tudo, né?

Claude: Non, non, sua mãe contribuiu.

Claude então, puxou Rosa de encontro ao seu corpo fazendo-a sentir sua respiração em seu pescoço e sussurrou:

Claude:Rosa, esse teu cheiro, essa sua pele, me deixa louco. Me desculpe meu amor por ter sido ton burro e non perceber que te amava.

Rosa então ainda com um pouco de medo por não ter caído a ficha de que aquele homem estava ali dizendo que a amava perdidadamente disse:

Rosa: Meu amor não precisa se desculpar, mas é melhor pararmos por aqui ou se não...

Claude: Se non o quê? Rosa eu nunca desejei ter uma mulher em meus braços como eu te desejo agora, nunca amei uma mulher como eu te amo.

Aos beijos Claude conduziu Rosa até seu quarto, lugar desconhecido para ela ainda. Com beijos ardentes Rosa tentava tirar a camisa de Claude, como fizera com o paletó largado na escada. Claude então tirou o vestido de sua amada enquanto pensava:

“-Rosa, Serafina Rosa Petroni, minha, só minha, como posso amar tanto uma mulher, sim minha mulher, senhora Geraldy.”

Rosa então pensava consigo:

“-Só pode ser um sonho, Claude meu amor, lindo, charmoso, romântico, aqui me amando em meus braços.”

Claude deslizava sua mão com delicadeza no corpo de Rosa, mas sem deixar a pegada firme de lado. Sim! Ela o deixava louco. Rosa deslizava sua mão pelas costas dele ficando maluca de desejo enquanto ele roçava sua barba por fazer em seu pescoço. Sim! Aquela que um dia ela reclamara, agora provocava sensações ate entao desconhecidas por ela...

 

 

CAP - 2


Trilha sonora para cena (Kenny G - Fall Again Feat. Robin Thicke)


Para Rosa ter o Claude assim tão intimamente, sentindo o amor, o desejo, as caricias dele. A delicadesa em que ele tirou a sua lingerie, cada toque, cada palavra, a deixavam louca. Os beijos começaram a serem mais intensos. Claude, então, romântico como sempre, beijou cada parte do corpo de Rosa dos pés a cabeça, até que olhou em seus olhos e disse mais uma vez que a amava.


Sim, agora sim o casamento que até então era só de fachada tinha sido consumado.
Para os dois era tudo tão novo porque até ontem apenas um beijo tinha acontecido de mais intimo. Um frenezi acontecia entre os dois, tomados e entregues pelo desejo, pelo amor formando assim um só ser naquela noite de paixão.


Passado um tempo, Claude agora olhava Rosa ali dormindo do seu lado e enquanto acariciava seu rosto pensava:


 “-Rosa ton delicada como a própia flor, a minha flor, só pode ser um sonho, eu aqui com ela em meus braços, mon Dieu como eu amo essa mulher.Nada foi ton encatador como essa noite contigo meu amor. Eu vou te proteger sempre, meu amor Rosa Geraldy”


Claude então adormeceu sentindo o cheiro do cabelo de sua amada que agora acordara no meio da madrugada e viu que não era mais um sonho como outros que tivera, ele estava ali do seu lado, aquele homem a quem ela tanto desejou ter agora era seu.


Rosa então se lembrou do dia em que ele dormiu em sua casa, agora ela podia ficar ali do lado dele , podia alisar o rosto dele, beija-lo sem nenhum receio.Ele era seu e para ela aquela noite seria inesquecivel.


Ao acordar com o raiar do sol que entrava pela janela Rosa percebeu...

CAP - 3

 

Trilha sonora - Shania Twain-You're Still The One


Rosa que estava muito sonolenta por ser muito cedo e percebeu que Claude não estava ao seu lado, mas logo ouviu o barulho do chuveiro e deduziu que Claude estava no banho.Então ela adormeceu mais uma vez.

 
Um arrepio, lábios frios beijavam o pescoço de Rosa, era o seu amado a acordando com beijos após a saída do banho. Rosa nunca tinha visto uma imagem tão maravilhosa quanto à de Claude ali de toalha branca, cabelo molhado, cheirando a sabonete, com um sorriso lindo e sedutor que a deixou com os olhos brilhando.

Claude: Acorda minha flor, nós temos que ir trabalhar afinal agora você é a presidente da construtura.

Rosa:Tem certeza que temos que ir? Está tão bom aqui.

Claude: Foi você mesma que disse que para um chefe é feio chegar tarde, tem que dar exemplo para seus funcionários. (Dizia com um sorriso de canto sínico como só ele tinha)

Rosa: Hum pelo visto aprendeu tudo rapidinho.Então espera vou tomar banho e rapidinho desço.
Ela vestida na camisa de Claude levantou indo em direção ao banheiro. Foi ai que Claude a puxou pela cintura e beijando seu pescoço e disse ao seu ouvido:

Claude: Você acha que é assim levanta e sai sem nem me dar um beijo?

Rosa: Mais eu tenho que ir rápido amor.

Claude: Sei lá, por acaso, assim, será que non precisa de companhia nesse banho?

Rosa rindo respondeu:

Rosa :Humm, companhia é? Acho melhor não sabe, se não eu vou ter que dar uma boa desculpa pelo meu atraso a Miss e Mister Smith que passarão lá essa manhã pra assinar os contratos de vez.

Claude:Oui cherry, hoje você se livrou.

Rosa então foi ate o banheiro, mais antes de chegar lá Claude a puxa pelo braço e diz:

Claude: Você esqueceu do meu beijo.

Então ele deu um beijo em Rosa e foi se vestir.

Rosa saiu do banho e começou a se vestir enquanto Claude que ja estava pronto sentado em uma poltrona a observava, ela percebendo perguntou:

Rosa: O que foi?

Claude: Nada só estava vendo o quanto você é linda.
Rosa: Para amor assim vou ficar toda vermelha parecendo um tomate.

Claude levantou, abraçou sua amada e disse:

Rosa: Esse é uma das várias vezes que vou te elogiar.

Rosa: Humm espero ouvir isso de você por séculos. Mas agora deixa eu me vestir se não a Miss lá já vai pegar no meu pé.

Claude: Por mim você nem se vestia e nem iria pra construtora. (Disse Claude com a cara mais sínica que ele tinha.)

Rosa: Claro e dizemos adeus aos 10 milhões de dolares também.

Rosa então vestiu um vestido azul muito bonito, se maquiou sob o olhar do seu amado.

Rosa: Vamos?

Claude: Oui cherri vamos, mas antes me da um beijo que já to com saudade deles.

Os dois então desceram as escadas, até que Rosa olhou para a mesa e disse:

Rosa:Nossa Claude foi você que preparou esse café lindo?

Claude: Digamos que sozinho non. A Dádi veio aqui cedinho e me ajudou, pensei em levar na cama, mas se eu fizesse isso à gente non sairia daquele quarto hoje.

Rosa: Hum, pois ficou maravilhoso, como tudo que vem de você. (Disse Rosa olhando nos olhos de Claude que deu um grande e longo beijo nela.)

Claude: Ah! Sim sua mãe também mandou os pastelzinhos que eu adoro e que ta com um cheiro ótimo, experimenta. (Disse Claude dando o pastelzinho na boca de Rosa.)

Antes de sair de casa Rosa como sempre ajeitou a gravata azul marinho e ajudou Claude a por seu paletó.

Rosa: Nossa! Já são nove da manhã, estamos atrazadissimos. (Disse Rosa pegando sua bolsa e se dirigindo até a porta.)

Claude percebeu algo diferente em Rosa, mas preferiu ignorar e puxou do seu bolso um bombom "sonho de valsa" e disse sorrindo:

Claude: Será que non daria tempo para dividir só esse delicioso bombom?
NA CONSTRUTORA:

Frazão: Ah! Até que em fim os pombinhos chegaram porque eu já tava vendo a hora da Miss Smith lá me enfiar um espeto e me por pra assar num vulcão.

Claude: Calma Frazon nós só tivemos alguns contratempos. (Disse olhando para Rosa.)

Frazão: Dona Rosa Geraldy a senhora está muito bonita hoje. (Disse fazendo com que Rosa desse uma volta.)

Claude então tirou a mão de Frazão da de Rosa e disse:

Claude: Sim sim, ela ta muito linda sim, mas é minha esposa ham e vamos logo.

Claude e Rosa se dirigiram para sala enquanto Frazão falava pra Janete:

Frazão: Mas você viu dona Janete? Até uns dias atrás chamava a Rosa de estrupício, de desajeitada, agora tá com ciúmes.

Janete: Ah! Doutor Frazão é o amor. O amor muda as pessoas.

Frazão: É e como muda, olha o exemplo do papai aqui to amarradão na Alabá, e pelo visto Rosa amarrou o francês.

NA SALA DA DIRETORIA:

Rosa: Bom dia Miss e Mister Smith

Miss: Bom dia Rose, bom dia doctor Claude.

Claude: Bonne journée.

Miss: Vamos logo ao assunto, eu e meu marido vinhemos aqui para concluir as assinaturas dos contratos que aqui estão. (Disse entregando os contratos a Rosa que se encontrava sentada na cadeira antes ocupada por Claude.)

Rosa leu atenciosamente e disse que estava tudo certo.

Miss: Que bom que você lê as os papéis antes de assinar não como outras pessoas. (Disse encarando Claude que sorria ironicamente.)

Rosa: Pronto agora é terminar as contruções das casas populares o mais rápido possivel.

Miss: Bem vamos indo então, até mais ver Rose e no se esqueça de aparecer lá em casa para conversarmos sobre aquele assunto.

Miss e Mister Smith saíram da sala acompanhados por Frazão.

Claude: Mais tem horas que dá vontade de mandar essa Miss Smith ir cavar um poço no deserto.

Rosa: Calma meu amor isso é passageiro. (Disse puxando seu amado pra perto pelo colarinho do paletó.)

Claude: Mas também isso non me importa, o que me importa agora é o nosso casamento hã.
APARTAMENTO DE CLAUDE:

Claude percebeu que Rosa não falou quase nada no caminho até em casa, e ao entrar segurou a mão de Rosa e disse:·.
Claude: Ei, psiu, quê que ta acontecendo hã?

Rosa: Não tá acontecendo nada meu amor.

Claude: Rosa eu te conheço muito bem, você non é de ficar calada e ficou o caminho todo, que foi hã?

Rosa: Ah meu amor! Besteira minha, é que eu ainda não me acostumei com isso tudo, com a presidência coisa que acho injusto eu ter que assumir e com nós dois assim.

Claude: Ah! Enton é isso, Rosa meu amor senta aqui. (disse puxando Rosa para seu colo no sofá.) - Olha pra mim! Com relação à presidência nós somos casados não ligo para isso, agora com relação a nós dois, meu amor eu te amo, acredite.

Rosa: Eu sei meu amor é que fico meio insegura...

Claude impedindo rosa terminasse de falar com os dedos em sua boca disse:

 
Claude: Xiiiuu escuta, sabe quando você vai lendo um livro aos pouquinhos e vai conhecendo a história mais e mais e no final fica apaixonado pelo livro? Enton assim eu me apaxonei por você aos pouquinhos. Conhecendo você cada vez mais e me surpreendendo com a mulher que você é. (Disse Claude beijando Rosa.)

Rosa: Ai meu amor desculpa, eu sou uma tonta mesmo, eu também te amo. Agora eu preciso tomar um banho, só que sei lá preciso de companhia, será que tenho? (disse rosa mordendo os labios inferiores.)

Claude: Bom, non sei se sou uma boa companhia mas aceito o convite com muito prazer.

CAP - 4



Trilha para cena - At Last (Ft. Arturo Sandoval) Kenny G

Claude subiu abraçado com Rosa, ao chegar no quarto pegou a bolsa dela jogou em cima da poltrona, fez com que ela se sentasse e tirou os sapatos de salto. Nesse mesmo momento Claude percebeu novamente o quanto as pernas de Rosa eram lindas e disse:

Claude: Posso te contar um segredo?

Rosa: Humm segredo é, tá bom o quê?

Claude: Lembra do pic-nic na praia? Enton teve uma hora que você estava passando protetor solar nas pernas, confesso que fiquei maluquinho olhando.

Rosa: Ah safado! Quer dizer que ficou olhando minhas pernas?

Claude:Suas que agora son minhas. (Disse beijando a perna de Rosa e subindo ate a boca.)

Então eles foram para o banho, Claude não deixava de lado a delicadeza e nem a sedução. Beijava os ombros de Rosa que ligava o chuveiro de água morna que agora caia sobre os cabelos de Claude. Ela sentia arrepios cada vez que a barba por fazer do seu amado roçava em seu pescoço.·.
Claude pegou a esponja e começou a deslizar por cada pedacinho do corpo de Rosa, que logo apos pegou a esponja e esfregou as costas dele então percebeu as marcas que havia deixado na noite anterior.

Então Claude pegou Rosa pela cintura e deu beijos calorosos embaixo d'agua, mas nada passou de carícias, carícias essas que Claude era expert.

Ao sair do banheiro Rosa que secava o cabelo sentiu as mãos de Claude enroscando em sua cintura e a puxando contra seu corpo, um ar quente tomou seu ouvido quando Claude sussurou:

Claude: Te quero, quero te sentir novamente minha igual a noite passada.

Rosa: Você faz isso porque sabe que não resisto.
Claude então deitou Rosa na cama tirando o nó do roupão dela que revelou as suas belas curvas que agora eram tocadas pelas mãos de Claude com firmeza. Ela então se entregava de vez empurrando Claude para baixo dela.

Agora Rosa em cima de Claude o deixava louco provocando-o deslizando seus lábios sobre os dele mais sem o beijar. Ela então começou a mordiscar a orelha de Claude coisa que o fazia ficar em um extase de prazer, logo após descendo para seu pescoço e beijando com desejo.
Rosa sentia o cheiro do perfume do corpo de Claude, sentia que ali naquele momento ele a pertencia como nunca e sua insegurança tinha sumido. Ela deslizava ate o tórax de Claude beijando até que ele voltou a sua posição anterior e disse ofegante para Rosa:

Claude: Você me deixa maluco hã, esses seus beijos, seu cheiro, tua pele macia. Ah! Rosa.

Então Claude beijou Rosa tirando o folego e tiveram mais uma noite de amor e prazer inexplicável.

Rosa se sentia nas nuvens ali deitada no peito de Claude e o vendo dormir, ela o acariciava no rosto e ficou ali parada o olhando com um brilho no olhar até que ele acordou olhou para ela e deu aquele sorriso sedutor.

Claude: Me olhando dormir cherry.

Rosa: Você fica tão bonitinho dormindo que não resisti e fiquei aqui te olhando, desculpa ter te acordado.

Claude:Non precisa de desculpas, até porque acordar e ver você aqui do meu lado é estar no paraiso.

Rosa: Estou morrendo de fome, a gente não jantou.

Claude: Non seja por isso vamos la embaixo e preparamos algo porque a essa altura Dádi ja deve estar dormindo.

Rosa: Humm você cozinhar, to pagando pra ver francês.

Claude: Olha só ta duvidando de mim é, hã, hã. (disse fazendo cocégas em Rosa)

Rosa.Pois eu vou te mostrar como seduzir uma mulher pela boca.

Então os dois se levantaram Claude pos um calção e Rosa desceu vestida em sua camisa.

 

CAP - 5

 

Trilha para cena - Norah Jones -Don't Know Why

Chegando à cozinha Claude puxou a cadeira para Rosa se sentar e foi para o fogão.

Rosa: Quero só ver o que você vai preparar. Nunca te vi conzinhar.

Claude: Oui cherry, mas tem muita coisa minha que você non sabe.

Rosa: Hum tenho um marido misterioso. Só não faz algo que engorda que você esta meio...

Claude: Meio o que hã?

Rosa: Cheinho. (disse Rosa aos risos.)

Claude: Você ta dizendo que eu to gordo?

Rosa: Gordo não, mas ta um pouco fora de forma.

Claude: O quê você quer comer? Jantar ou algo simples hã?

Rosa: Quero que você faça algo simples.

Claude então pegou algumas coisas na geladeira e ficou ali preparando a comida enquanto Rosa o olhava vendo ali o homem lindo, sedutor,e vendo que sua ideia de fora de forma estava descartada porque Claude possuia um corpo de homem escultural. Então ela levantou e o abraçou por tras.

Claude: Humm cherry sentiu saudades ou veio vigiar o que estou preparando?

Rosa: Um pouco dos dois.

Claude: Enton experimenta um pouco desse molho. (Disse Claude colocando o molho na boca de sua amada.)

Rosa: Esta delicioso.

Claude: Verdade?

Rosa: Prova.(disse beijando Claude.)

Ele então a encostou no balcão e ficaram ali se beijando até que Rosa o lembrou de algo que acontecerá ali.

Rosa: Você lembra que você quase me bateu aqui.

Claude: Eu ja disse que no ia te bater sou o cavalheiro. Mas confesso que amei o beijo que você me deu.

Rosa: Ta sentindo esse cheiro?

Claude: Mon dieu vai queimar.
Então Claude havia preparado um frango francês ao vinho simples.

Rosa: Humm está delicioso, não pensei que cozinhava tão bem, to pensando em deixar a Dádi de lado. Ai desculpa Claude esqueci que a casa é sua.

Claude: Amor põe uma coisa nessa cabecinha sua hã. O que é meu é seu, nós já somos casados hã. Mas que bom que você gostou falei que eu sei cozinhar, como acha que eu me virava quando a Dádi non tava?

Claude então deu comida na boca de Rosa e ficaram ali comendo tomando vinho. E logo após subiram para o quarto e quando iam se deitar Claude em manisfestou disse que tinha que pegar algo lá embaixo. Rosa estranhou mais ficou ali esperando como seu amado tinha lhe dito.

Claude subiu com uma bandeja com chocolate derretido e frutas princalmente morango, um quase fondue.

Claude: Achou que ia ficar sem a sobremesa hã?

Rosa: Meu amor não precisava.

Claude: E você acha que eu ia preparar um jantar sem a sobremesa. Agora vem cá cherry. (disse Claude puchando Rosa para um tapete felpudo que tinha perto da sacada da janela do quarto.)
Claude abraçou Rosa sentado e começou a dar morangos com chocolate em sua boca.

Rosa: Sabe Claude, eu sempre me perguntava o que você sentia quando tava comigo antes.
Claude: Curiosa cherry, eu me pergunto a mesma coisa, mas digo que quando eu te beijava eu ficava nervoso.

Rosa: Eu achava que você sentia era pavor de me beijar.

Claude: Vou te contar um segredinho, lembra no dia que dormi em sua casa que tive aquele escalda pés, mon dieu, horrível? Quando eu tava deitado eu vi quando você chegou perto da cama e passou a mão devagar sobre meu cabelo, mas fingi que estava dormindo.

Rosa: Meu amor, ai que vergonha.

Claude: Aquele dia do parque eu fui lá te pegar porque o Frazon teve ideia  de amolecer seu pai, e confesso que fui mais pra fingir fazer ciúmes ao Sérgio mas eu ja sabia que você tinha mentido, alias você fingiu que namorava o Sérgio pra me fazer ciumes hã.
Rosa: Confesso que sim, e também que você tinha a Nara, que Deus a tenha, e eu não queria ser a solteirona. (disse colocando um morango na boca de Claude.).

Claude: No parque eu tive uma vontade de te beijar ton grande, mas non podia fazer aquilo contingo porque non queria te iludir.

Rosa: Ah é quer dizer que foi tudo fingimento é?

Claude: Non eu realmente gostei do nosso passeio. Você sempre foi meio maluquinha e me deixava a ponto de pirar com cada loucura que você fazia, eu pensava tanto em você que passei a sonhar com você, e não parar de pensar em você comprei ate a caixa de bombom, mas eu non percebia que te amava.

Rosa: Eu já era louca por você, nossa quando eu estava contigo mesmo que de longe pra mim já era tudo só de te ver. Eu fazia de tudo pra te agradar, mas você parecia que me detestava.

Claude: Sim fui ton burro meu amor, mas agora eu percebi a mulher que tenho do meu lado, linda, maravilhosa, cheirosa.

Rosa: Amor sua boca ta sujo . (Disse beijando a boca de Claude.)

Claude: Humm enton é assim, aqui também ta sujo. (disse Claude passando um pingo de chocolate no pescoço de Rosa.)

Rosa: Sabe, tive uma curiosidade agora, fala algo em frânces pra mim.

Claude: Frances? Non meu amor, eu fico com vergonha.

Rosa: Ai vai meu amor.

Claude: Ta bom cherri. Tu es ma vie, je veux que vous pour toujours parce que Je t'aime.

Rosa: Que lindo você falando assim, mas o que você disse?

Claude Que você é minha vida, que te quero pra sempre porque eu te amo. (Disse beijando Rosa)
Trilha para cena Cupido- Cláudio Lins

Claude acordou já eram 03h30min da madrugada, ele viu que eles tinham adormecido ali mesmo no tapete e pensou:

 “- Nossa tenho que acordar a Rosa se non ela vai acordar toda dolorida. Nossa! Mas ela está ton linda, minha Rosa ton linda dormindo.”

Claude então pegou Rosa no colo e a colocou na cama e ficou ali acariciando seu rosto até que adormeceu.
Ela acordou e viu Claude ali olhando para ela, com os olhos profundos, e brilhantes e dizendo:

Claude: Bom jour meu amor.

Rosa: Bom dia amor.

 

CAP – 5

 

Rosa: Nossa dormi demais ando tão sonolenta. Olha a hora, estou atrasada.

Claude: Calma cherry hoje é domingo hã. É, eu tenho percebido que você anda com muito sono.

Rosa: Domingo! Nossa ando tão maluca com o cargo de presidente. Mas meu amor hoje vai ter uma festinha la no cortiço, seu Giovane sabe como é exige que a gente vá.

Claude: Se tiver farofa eu vou.(Disse rindo.).

Rosa: Mas vai ser uma coisa simples espero que não se importe, mas se não quiser ir eu entendo.

Claude: Rosa por favor hã non ligo pra essas coisas e aprendi com você que coisas simples tem seu valor. Agora vou la embaixo, volto já.

Claude desceu foi na cozinha pegou a bandeja de café e subiu.

Rosa: Nossa amor café na cama é? Você anda me mimando demais. Hummm quanta coisa, você que preparou?

Claude: Dessa vez non, foi a Dádi.

Então eles ficaram ali na cama tomando o café até que Dádi bateu na porta do quarto e disse:

Dádi: Oh doutor Clôdis dona Miss e seu Mister então ai embaixo.

Claude: Mon Dieu! Dádi enrola eles lá, serve algo pra beberem e diga que já já descemos.

Rosa: Nossa eles parecem chiclete credo.

Claude: Isso é culpa sua, ninguém mandou você ir la falar com essa chata. Um dia eu ainda mando ela descascar côco com os dentes.

Rosa: É mas se eu não tivesse feito isso ela não teria a confiança que teve em mim.
Claude e Rosa se arrumaram, ela como sempre o ajudando a dar o nó na gravata, respiraram fundo e desceram de mãos dadas.

Rosa e Claude: Bom dia Miss e Mister Smith.

Miss: Oh! Bom dia Rose e Doctor Claude.

Mister: Oh! Espero no ter acordado vocês.

Claude: Non, non, nós estavamos tomando café.

Miss: Nossa que romantic café na cama. Mas nós viemos aqui entregar o nosso presente.

Rosa: Que presente?

Miss: Oras o berço para o baby. Aliás como está o baby?

Claude: O. O. Be... Bêbe, enton ele está bem.

Mister: Rosa tem tido muitos enjoos?

Rosa: Nossa demais! Esses dias enjoei demais, tudo que comia colocava pra fora.

Miss: Oh nossa, isso acontece. Você está de quantos meses?

Rosa: Ah poucos dias só acho que nem um mês tem.

Miss: Bom agora vamos querido, o berço vai ser entegue daqui a pouco. Aliás o quartinho do baby já esta pronto.

Claude: Non, ainda é cedo.

Mister: Bom vamos indo.
Os Smiths saíram, Rosa e Claude caíramno sofá rindo.

Claude: Mon Dieu vai ser chata de galocha assim no Japon.

Rosa: Vamos andando se não seu Giovane vai achar que não ligo mais para ele.

Claude: Sim deixa só eu achar a chave do carro, non sei onde coloquei. OH DÁDI... Dádi.

Rosa: Calma Claude não grita sua chave ta aqui na mesinha.

Dádi: Escute seu Clôdis, eu não to surda não tá?

Claude: Dádi se alguem me ligar diga que vou passar o dia fora hã.

E NO CORTIÇO.
Pepa: Nossa Serafina resolveu das às caras. Lindinha me diz onde seu marido comprou esse carrão porque agora que eu to rica, quero comprar um meu chique assim.

Rosa: Dona Pepa eu ando muito ocupada cuidando do meu marido. (Disse beijando o rosto de Claude.).

Pepa: Nossa quanto amor em, só disse isso porque seu pai ja tava ai resmungando.

Rosa: Vamos entrar amor.


Rosa e Claude: Bom dia.

Amália: Oh Serafina, dotor crodes, entrem venham. Minha filha que saudade. (disse abraçando a filha.)

Giovani: Até que enfim, nós já tava pensando que o doutore tinha raptado a Serafina.

Claude: Que isso, non, non, o que eu tinha que raptar ja raptei que é o coraçon de Rosa. (Disse beijando Rosa.)

Terezinha: Fina! Que saudade. (disse abraçando sua irmã.)

Beto: Claude, tudo bem?

Claude: Beto você por aqui, me desculpe por non ter ido ao enterro de sua mãe e do seu avô é que não achei muito conveniente.

Beto: Que é isso Claude, não tem problema eu tambem achei legal da sua parte, mas vamos deixar esse assunto para lá.

Giovane: Doutor Crôde a gente precisa ter uma conversinha sério só nos due ham.

Claude: Claro seu Giovani, quando senhor quiser.

Rosa: Amor vamos lá em cima.
Giovani: Como assim lá no quarto? Dio santo! Filha minha com homem sozinha no quarto.

Rosa: Pai eu já sou muito bem casada. E quando a gente descer vamos dar uma noticia a vocês.

Giovane: Ah que você ta esperando um bambino nos ja sabe.

Dino: Quer dizer que vou ser tio mesmo?

Rosa: Dino fica calado tá,vamos amor.

Rosa puxou Claude pela mão e subiu para o quarto.

Claude: Quê que foi meu amor?

Rosa: Nada, só queria te tirar um pouco das cobranças do meu pai.

Claude: Sei hã sentiu foi saudade dos meus beijos e me puxou pra cá hã.

Rosa: Eu? Saudade dos seus beijos, não mesmo. (disse segurando na gravata de Claude.)

Claude: Non tem certeza. (disse ele aproximando a boca e deu um beijo longo nela.).

Claude: Nossa ta um calor, tem algum problema se eu tirar a gravata e o paletó?

Rosa: Claro que não né meu amor. Mas eu vim aqui porque queria falar com você antes de anunciar nosso casamento.

Claude: Non anuncia non, vamos fazer como seu Giovane sempre quis, vou pedir sua mão em casamento e comunicar que vamos nos casar na igreja da Acherupita. (Disse rindo e tirando sua gravata.)

Então os dois desceram e foram para fora onde estavam todos sentados em mesas. Claude chamou atenção de todos e se aproximou de seu Giovani com Rosa e disse:

Claude: Seu Giovane eu estou aqui para pedir a bençao do senhor e de dona amália, porque eu e Rosa vamos nos casas na igreja da Acherupita.

Giovani: Meu Dio santo, mas é claro que nós abençoamos vocês dois doutore.

Amalia: Ah vocês ja tinha a minha bençao a tempos.

Giovani: Mas tem que marcar o casamento logo antes que a barriga apareça.

Rosa: A claro a barriga.- Disse sem jeito olhando para Claude.
Então começou o almoço com churrasco e música italiana, Claude e Rosa se divertiam como duas crianças.Claude tinha deixado seu lado sério de lado e conversava ali sobre futebol com Beto,dino, Giovani, seu Pimpinone e até seu afranio, enquanto as mulheres do outro lado conversavam sobre o casamento de Rosa.

Amália: Filha como você esta como doutore.

Rosa: mãe ele está tão gentil comigo, tão romantico.

Terezinha: ai eu quero marcar meu casamento com o beto logo.

Pepa: e assim vocês dois tao dormindo juntinho é?

Rosa: Dona pepa ele é meu marido.

Joana: vai querer saber detalhes agora dona pepa.

Pepa: mais é claro, diz ai serafina ele é cheiroso, romantico heim?

Rosa: isso é algo que a sonhora nunca vai saber.

Joana: ih olha só quem ta chegando.

Sérgio, Roberta, Alabá e Frazao, chegaram no cortiço.

Sergio: Oh gente demoramos mais chegamos.

Giovane: Sergio,Roberta vermont sejam bem vindos.

Claude: Frazao você também veio.

Frazao: e você acha meu amigo que eu ia perder a comidinha feita por dona Amália.- Disse Frazão beijando a mão de dona amalia.

Roberta: Joana como vai?

Joana: Vou bem, seja bem vinda.

Rosa: Espero que não se incomodem, porque é tudo muito simples.

Alabá: eu quero é provar a comida famosa da dona Amália.

Foi um churrasco muito divertido, Claude e Rosa continuavam ali de mãos dadas, conversando com todos, foi um almoço e tanto.
Até que chegou o fim da tarde e todos ja iam embora.
Rosa: Bem papai, mamãe temos que ir embora.

Amalia: Ah mais já filha.

Rosa: Sim mãe amanhã temos que acordar cedo, fora que Miss e Mister Smith iam entregar um berço que compraram de presente.

Giovane: Que.. que. berço, han quem vai dar o berço sou eu e tua mãe.

Claude: Não precisa seu Giovani, os Smiths ja compraram. Faz assim vocês dão o carrinho.

Giovane: Tudo bem então.

Rosa e Claude foram para casa e a chegar no apartamento.

Rosa: Nossa foi um dia divertido não foi, mas to cançada e a comida acho que não me caiu bem.

Claude: Entom vamos deitar um pouco assistir algum filme juntinhos hã, depois descemos pra jantar.

Rosa: É bom mesmo preciso me deitar.

Os dois subiram, e ficaram lá deitados assistindo filme. Rosa assistia ao mesmo tempo que pensava:

"nossa será que eu to gravida?Não tem pouco tempo para apresentar sinais. Bem deixa isso pra lá.

Claude: humm que que ta se passando nessa cabecinha hã?Ta quieta aqui meio voada.

Rosa: Nada meu amor só to cansada.

Claude: Enton vem cá. (Disse Claude puxando rosa para seu peito e bando um beijo em sua testa.).

 

CAP 7

Passaram-se alguns dias Rosa tinha tirado a manhã de folga para ir conversar com sua mãe.


Amália: Serafina minha filha, nossa como vc ta bunita.


Rosa: Ai mãe obrigada, mais eu vim aqui conversar uma coisa séria com a senhora.


Amália: iii já brigou com o doutore, ou foram aqueles americanos lá?


Rosa: Nada disso, vim mesmo te perguntar algumas coisas.Assim quando você estava gravida, você sentia enjoos com tudo, enjoava até da cara do papai, tinha certos desejos por coisas estranhas mesmo ou isso é só historia de mulheres gravidas?


Amália: Eu tinha muito enjoo, lembro que um dia mandei seu pai dormir no sofá porque enjoei da cara dele, e também ja desejei coisas tao estranhas filha, mais porque essa pergunta, nao me diga que você...


Rosa: não sei mãe minha menstruação esta atrasadissima e eu ando tendo uns enjoos, ate do perfume do Claude.


Amália: Meu dio santo, filha vamos fazer o exame.E porque essa carinha ham?


Rosa: Ai mãezinha é que não sei como o Claude vai reagir caso eu esteja mesmo gravida, por isso peço que não conte nada a ninguem.


Amália: Mais como vai reagir, ele vai ficar feliz, até porque vai ajudar lá nos negocios com os americanos.


Rosa:É sim, mais eu ainda não conheço totalmente o Claude, sei lá e se ele não gostar de criança.

Amália: Ai filha tira isso da cabeça e vamos na farmácia.

As duas foram na farmácia e compraram 3 testes diferentes.

Amália: e ai filha como é que ta ai.

Rosa sai do banheiro com uma cara tensa e diz:

-Mãe quando da dois tracinhos em todos o que é?

Amália: Filha, minha filha-disse dona amália com os olhos brilhando.- Você está esperando um banbino.

MAIS TARDE NO CORTIÇO:

Claude: Oh de casa, estou entrando.

Rosa: Mãe não comenta nada.-disse rosa baixinho


Olá meu amor- disse claude beijando rosa - Eu vim te buscar, boa noite dona amália.


Claude e Rosa foram para casa, Rosa não falou uma palavra no caminho, estava meio avoada e Claude percebendo isso perguntou:


-Cherri que carinha é essa hã?Você não está feliz com o nosso casamento, afinal é daqui a 3 dias.


Rosa: Claro que to feliz meu amor é que eu to preocupada com uma coisa ai.Sabe meu amor você gosta de criança?


Claude: hum criança? Bem eu sou filho único nunca tive sobrinho e nem filhos, non sei se gosto ou desgosto.Mais porque essa pergunta?


Rosa desvia o assunto e diz:


-Eu to morrendo de fome, será que tem pão com ovo me deu uma vontade de comer.


Claude: Pon com ovo?-pergunta claude franzindo a testa. Vou mandar Dádi preparar.


Rosa: diz a ela pra fazer ovo mexido, ah e pede pra ela fazer um suco de maracujá com goiaba.

Enquanto Claude vai falar com Dádi, Rosa sobe para tomar banho.Enquanto tomava banho Rosa acariciava sua barriga e pensava:


" Eu gravida, tem um pedacinho do Claude aqui dentro, meu deus será que ele vai gostar, ah quer saber gostando ou não meu bebe eu vou te proteger sempre.
Claude observou Rosa acariciando sua barriga achou estranho mais pensou:


"Nossa Rosa passa sabonete tão delicada na barriga, que linda"


Claude saiu do banho pouco depois, Rosa ja estava de camisola na cama.Claude vestiu uma cueca samba canção e sentou na cama.Rosa o abraçou pelas costas pegou a toalha e esfregou o cabelo de Claude.


Rosa: Nossa meu amor, que sabonete é esse que você está usando credo.-Disse Rosa tapando o nariz


Claude: Hora que sabonete hã, o mesmo de sempre.


Rosa: tem certeza, credo vai tomar banho com outro sabonete porque esse ta horrivel.


Claude: Como é que é hã? horrivel.


Rosa: Sim, olhe tome banho com o meu se não, não vou conseguir dormir com esse cheiro.


Rosa desceu para comer enquanto Claude se cheirava e pensava:- mais ela gostava tanto desse sabonete eu em mon die. Ele se levantou tomou banho e desceu.
Ao chegar na cozinha Claude viu que Rosa se lambuzava toda comendo seu pão com ovo e bebendo seu suco de maracujá com Goiaba.


Claude: Cherri mais que fome é essa hã?


Rosa: não sei mais isso ta tão gostoso.


Dádi: Olhe dotor crôdes eu to indo lá na padaria, porque dona rosa comeu os pães tudo e não sobrou nada.


Claude: Claro Dádi. Rosa meu amor assim você vai passar mal hã.


Rosa levantou cheirou Claude e disse agora sim meu maridinho pode dormir comigo.Claude jantou e subiu com Rosa.Chegando no quarto Claude começou a abraçar Rosa.

beijando seu pescoço, seus movimentos ao redor do corpo dela iam ficando mais intensos tanto quanto seus beijos.


Claude deitou Rosa na cama e começou a beijar suas costas até que ouviu um barulho.


Rosa estava ressonando, Claude insistiu tentanto acorda-la mais Rosa disse:


-Ai amor hoje não estou tão cançada.


Claude: claro hoje non, como ontem e antes de ontem tambem hã- Disse Claude deitando respirando fundo.


Rosa então deitou sobre o braço dele e dormiram.


NA CONSTRUTORAFrazão: Mon ami quer dizer que não rolou nada entre vocês.Não ta dando conta não ooh frances.Disse Frazao rindo.


Claude: quer parar de gracinhas hã.A Rosa anda estranha comigo, acredita que ela me mandou tomar banho denovo porque tava enjoada do meu sabonete?

Frazao: Ih amigo cuidado se não ela te larga na ingreja porque enjoou da sua cara.

Claude: Frazon vai jogar bolinha de gude no meio da avenida hã.

Frazao: Calma frances, deve ser coisa de mulher mesmo.

Claude: Assim espero hã, mais me passou pela cabeça outra coisa.

Frazao: Iii que coisa hein?

Claude:Será que a Rosa não gosta mais de mim?

Frazao: Ah Claude para né, a Rosa é louca por você.

 

NO APARTAMENTO

 

Rosa:meu amor aconteceu alguma coisa?perguntou a Claude enquanto ele saia do banho.

Claude: nada non porque hã?

Rosa: sei lá você ta tao calado.

Claude: Non é nada non- disse Claude beijando Rosa.

Rosa: nossa que sabonete horrivel, credo cade aquele que você usa geralmente.

Claude: Mon dieu Rosa ontem você me disse que tava enjoada dele agora me diz que quer que eu use ele denovo.

Rosa: Ah vai amor gosto tanto de dormir sentindo o cheiro dele no seu peito.

Mon dieu, mon dieu, disse Claude indo pro banheiro- o que eu não faço por ti em Rosa.

Trilha para cena-( Tu es ma came- Carla Bruni)

Quando Claude saiu do banheiro, Rosa olhou para ele com um olhar diferente.Ela via os pingos de agua escorrerem em seu peitoral lentamente, olhava Claude passar a mão em seu cabelo como ele sempre fazia, só que agora em seus olhos era passada aquela cena em camera lenta.

 

Claude: que foi cherri?-Disse Claude com um sorrido de canto.Aquele sorriso mexeu mais ainda com Rosa.

Ela tinha sentido todo o tipo de desejo mais agora sentia um desejo que fazia com que o sangue de suas veias pegassem fogo.Ela sentia desejo de ter aquele homem ali mais uma vez.

Rosa então puxou Claude o empurrando na cama que mesmo assustado disse:

-Sabia que estava com saudade de mim.Disse com um sorriso sinico

Rosa se debruçando em cima dele disse:- Cala a boca.Claude: Porque você non me cala?

Rosa deu um beijo em Claude com verocidade, com um desejo que Claude nunca tinha sentido.Sim o desejo de Rosa é Claude.

Ela começou a morder a orelha de Claude, a dar beijos em seu pescoço, desceu até seu peitoral dando leve mordidas.

Até que Claude a virou na cama e começou a beijar as costas de Rosa o que a deixou arrepiada.

Eles tiveram uma noite de amor com muito mais prazer, com muito mais desejo. 

Rosa dormia enquanto Claude pensava:
" mais o que que foi issi? Rosa estava maravilhosa hoje, como eu pude pensar que ela não me amava mais? Burro eu sou, como sou ton burro.


Então ele a abraçou por tras e dormiram ali de conchinha.

Claude acordou e ficou ali vendo Rosa dormir como sempre fazia e pensando:

"mon dieu é hoje o dia que eu vou me casar com a mulher da minha vida.Porque que to ton nervoso com issi?Nossa preciso preparar a surpresa.Vou aproveitar que vou me arrumar pro casamento na casa do Frazon e pedir ajuda a ele.


Claude então acorda Rosa com beijos em sua nuca.


Claude:Acorda bela adormecida, hoje é o grande dia.

Rosa ainda com aquela preguicinha matinal(dengo) disse:

Rosa: preciso mesmo levantar.

Claude: bem se quiser a gente fica aqui agarradin, e seu Giovane vem aqui c um rifle pra me matar.

Rosa e Claude tomaram café,ele deixou ela na casa de Roberta e foi para casa de Frazão.


NA CASADE ROBERTA


Roberta: Rosa meu anjo, hoje minha casa vai ser nosso spar.

Alabá: Com direito a banho com pétalas de rosas e tudo.

Rosa: Ai gente eu to tão nervosa.

Nesse momento Roberta chama a empregada para trazer uns docinhos que tinha preparado param comerem ali antes de começarem a se arrumar.

Alabá: Nossa esses docinhos estão deliciosos.

Rosa: Deixa eu provar um. Disse Rosa pegando um doce e comendo.

Roberta: Realmente estão maravilhosos, mais não posso comer muito se não, não vou caber no vestido.

Rosa: Nossa,esse docinho me deixou enjoada.Ai com licença preciso ir ao banheiro.

Rosa então saiu correndo para o banheiro.

Roberta: Alabá do céu, você viu? 

Alabá: Vi sim você acha que?

Roberta: Será que a Rosa ta grávida. Ai o Claude vai ser papai.

Rosa volta do banheiro e Roberta a surpreende com a pergunta:

Roberta: Rosa você anda vomitando assim com frequência.

Rosa: Ai Roberta não precisa da arrodeios, porque eu preciso contar pra alguém além da minha mãe.

Alabá: Quer dizer que você está mesmo grávida?

Rosa: Sim estou, mais por favor não conta nada pro Claude, quero fazer surpresa.

Alabá: Ai Rosa parabéns.Disse abraçando Rosa.

Roberta: Ai já me canditado a madrinha.

ENQUANTO ISSO NA CASA DE FRAZÃO

Frazão: Quer dizer que a Rosa deu a louca ontem a noite?

Claude: oui, a Rosa foi maravilhosa.Mais ela anda meio estranha, acredita que ontem ela comeu pon com ovo e suco de maracuja com goiaba do nada veio essa vontade nela.

Frazão com um sorrisinho disse:

-Mon ami você não acha que a Rosa está...

Claude: Non, non se ela tivesse eu percebia você acha que eu sou tonto?.Non isso non.

Frazão:Sim que favor você precisa de mim?

Claude então falou para Frazão que queria fazer uma surpresa para Rosa e precisava que ele preparasse algo para depois de amanhã.

Claude: Então é isso, você da uum jeito de pegar la mesmo na empresa, faça isso o mais rápido possivel.

 

MAIS TARDE NA CASA DE ROBERTA.

Giovane: Serafina minha filha, nós ja estamos atrasados vamos.

Roberta: Calma seu Giovane a Rosa ta enjoando muito.

Giovane: Essas mulheres sempre tem que ter uma frescura, mais hoje a Rosa casa nem que seja colocando tuto para fora na igreja.

Roberta: Bem eu vou indo na frente com a Alabá, vocês vão atrás.

NA IGREJA

Claude: está demorando demais.

Frazão: Ueh você não sabia?

Claude: O que?

Frazão:Ela descobriu que não ia te aturar e desistiu.

Então Rosa e Claude tinha acabado de se beijarem ate que Rosa ao pé do ouvido disse para Claude:

-Eu to grávida.

NA FESTA


Rosa e Claude eram cumprimentados pelos convidados.Rosa tinha trocado vestido por um vestido mais simples porém muito bonito.Mas Rosa estava insegura pois Claude não tocou no assunto sobre sua gravidez.Mas ela preferiu deixar isso de lado e curtir a festa.

Roberta: Rosa,Claude, parabéns, que vocês sejam muito felizes.

Sérgio: É sim parabéns, e oh em primeira mão pra vcs eu e a Roberta vamos nos casar.

Rosa e Claude parabenizarão Roberta e Sergio.


A festa decorria muito bem, seu Giovane estava ali tocando seu acordeon.A festa acontecia na casa de Roberta.


Claude: Rosa meu amor, vamos sair como no meu país.


Rosa: Como?


Claude: A francesa.-Disse rindo e puxando Rosa para o Carro.


NO APARTAMENTO

 

Trilha sonora- Sensível demais-Nandala mto linda essa música


Rosa abre a porta e vê uma linda decoração tinha velas, a luz estava baixa, um caminho de Rosas que subia pelas escadas.


Rosa: Nossa Claude você mandou preparar isso tudo.


Claude: Sim você merece tudo isso e muito mais, agora você é definitivamente minha mulher.Mais meu amor aquilo que você me disse na igreja é verdade?


Rosa:Olha Claude, não se preocupa eu sei que você não gosta de criança, eu vou criar meu filhos sozinha, não precisa dar nada ele.Disse Rosa começando a chorar e se afastando de Claude.


Claude então segurou Rosa pelo braço a encarou e disse emocionado:
-Rosa, mon dieu, eu vou ser pai.Rosa eu nunca senti uma felicidade tão grande como eu to sentindo.Um filho fruto do nosso amor aqui dentro-Disse ele alisando a barriga de Rosa.


Eu vou cuidar de vocês para sempre, prometo dar todo amor do mundo.-Disse enxugando as lagrimas.


Rosa: Jura meu amor.


Claude: Meu amor quem foi que te disse q eu non gosto de criança?Eu sempre quis ser pai.


Claude então puxou Rosa e deu um beijo.Claude como um calhalheiro pegou Rosa em seu colo e levou até o quarto.Entrando lá a cama também estava cheia de petalas de Rosa.
 

 

 

EM BREVE NOVOS CAPÍTULOS

 

Comente aqui:

fic

janna | 29/08/2013

cade a continuação!!!! :(

fic

Graziela | 09/06/2013

cade a continuaçãoooo

fic

janaína | 26/02/2013

continua ta otimo, ñ demara tá. bjosss

fic

jake | 16/01/2013

quero continuaçãoooo

sobre a fic

janaina silva | 29/11/2012

estou amando sua fic, posta logo a continuação estou anciosa! bjos

Novo comentário